Pagina Inicial / Blog / Dicas do YouTube / O que é o YouTube? Um guia completo para o gigante do compartilhamento de vídeo

O que é o YouTube? Um guia completo para o gigante do compartilhamento de vídeo

Publicado em 11 de agosto de 2023

A popular plataforma de compartilhamento de vídeos YouTube permite que todos assistam e enviem vídeos gratuitamente. Embora originalmente inventado como um site de namoro de vídeo, o YouTube mudou rapidamente sua política e começou a permitir que todos postassem vídeos de todos os tipos, bem como curtissem, compartilhassem e comentassem.

Mas qual é o segredo do sucesso do YouTube? Provavelmente, uma variedade de conteúdo. A plataforma hospeda 800 milhões de vídeos, então não é difícil imaginar que todos possam encontrar seu nicho. Além disso, até mesmo os apresentadores de programas de TV publicam trechos de seus programas no YouTube, percebendo o poder desse meio.

E considerando que o YouTube foi lançado em 2005, certamente não é apenas uma moda passageira. A plataforma veio para ficar e, pelo menos por enquanto, não há nenhum concorrente real à vista.

Breve história do YouTube

O YouTube começando como uma pequena plataforma para compartilhar vídeos de 30 segundos não é tão chocante - todas as grandes plataformas tiveram que começar em algum lugar. O que pode surpreendê-lo, porém, é que os co-fundadores Steve Chen, Jawed Karim e Chad Hurley originalmente queriam que o YouTube fosse uma plataforma de video-dating. Para encontrar usuários em potencial que enviariam vídeos de si mesmos no site, eles recorreram ao Craigslist, procurando principalmente mulheres atraentes.

Infelizmente, nem mesmo a promessa de uma recompensa de $100 pelo upload foi suficiente para atrair o interesse, e os cofundadores tiveram que mudar sua estratégia. O novo site, fundado oficialmente em 14 de fevereiro de 2005, tornou-se um local para fazer upload de todos os tipos de vídeos - não mais limitados a namoro. Apenas dois meses depois, o cofundador Jawed Karim postou um vídeo: “eu no zoológico.” Este vídeo de 19 segundos, agora com mais de 268 milhões de visualizações, foi o primeiro vídeo carregado no YouTube.

Desde então, a popularidade do YouTube cresceu rapidamente e começou a hospedar vários conteúdos - de clipes de gatos e memes a videoclipes gravados profissionalmente. Em pouco tempo, uma nova profissão nasceu na plataforma, pois os criadores de vídeos (YouTubers) começaram a atrair um público maior. Eventualmente, o site inicialmente pequeno com conteúdo de formato curto tornou-se uma plataforma gigante que essencialmente substituiu a televisão, pelo menos entre as gerações mais jovens. Seus recursos e interface mudaram significativamente ao longo dos anos, mas seu objetivo permanece o mesmo - permitir que pessoas em todo o mundo assistam e compartilhem vídeos gratuitamente.

Principais fatos sobre o YouTube em 2023

Mesmo dezoito anos após seu lançamento, o YouTube continua sendo um dos sites mais visitados e bem-sucedidos do mundo. Embora não seja mais a única plataforma de compartilhamento de vídeo disponível, ela ainda consegue manter a concorrência sob controle, manter sua base de usuários fiéis e atrair novos espectadores. Isso em si é impressionante, mas a escala total do sucesso do YouTube é melhor expressa em números:

  • O YouTube tem 2,68 bilhões de usuários mensais ativos e o número continua aumentando;
  • O site de compartilhamento de vídeos é a segunda plataforma de mídia social mais popular, atrás apenas do Facebook;
  • Existem mais de 114 milhões de canais ativos no YouTube;
  • O YouTube gera quase $30 bilhões todos os anos;
  • Aproximadamente 2.500 vídeos são carregados no YouTube a cada minuto, o que equivale a 183 horas de filmagem;
  • Entre 25.000 e 30.000 canais têm mais de um milhão de assinantes, com sete canais atingindo a marca de 100 milhões;
  • O vídeo mais assistido no YouTube é dança do bebê tubarão, com mais de 12 bilhões de visualizações;
  • Quem mais ganha no YouTube é Jimmy Donaldson, mais conhecido como Sr. Besta, que supostamente ganha mais de $54 milhões por ano;
  • Em média, uma pessoa gasta 29 minutos e 37 segundos no YouTube por dia;
  • O vídeo mais longo atualmente disponível no YouTube é chamado 223 horas de vídeo.

Principais recursos do YouTube em 2023

O YouTube existe há tanto tempo que é difícil imaginar que existam pessoas que nunca o usaram. Ainda assim, como seu número ativo de usuários continua crescendo mês após mês, algumas apresentações certamente são necessárias. E mesmo se você visitar a plataforma diariamente, uma pequena atualização sobre seus principais recursos não fará mal. Afinal, o gigante da hospedagem de vídeo apresenta regularmente ajustes e melhorias para garantir a melhor experiência de usuário possível.

Carregamento e compartilhamento de vídeo

O recurso básico do YouTube, introduzido pela primeira vez em 2005, ainda é a pedra angular da plataforma dezoito anos depois. Claro, ele evoluiu com o tempo - o YouTube introduziu limites de upload de 5 minutos e 10 minutos logo após seu lançamento, apenas para removê-los quando o conteúdo de formato longo ganhou popularidade. Atualmente, contas novas e não verificadas só podem carregar até 15 minutos de filmagem, enquanto os canais verificados são normalmente limitados a 12 horas.

Para enviar um vídeo, você precisa estar conectado ao seu canal do YouTube usando sua Conta do Google. Em seguida, clicando no Crio ícone ao lado da foto do seu perfil no computador ou tocando no ícone ícone de mais na barra lateral inferior do seu telefone, você acessará o painel do Studio, permitindo selecionar e enviar arquivos de vídeo. Depois de carregados, os vídeos podem ser editados, aparados, ajustados e finalmente publicados.

Edição na plataforma

Não é nenhum segredo que os YouTubers de sucesso usam aplicativos e programas de terceiros para editar seus vídeos antes de carregá-los. Afinal, vídeos polidos com áudio de alta qualidade e edição organizada têm um desempenho muito melhor em todos os nichos do YouTube. E o editor integrado do YouTube não oferece uma variedade de recursos que o software profissional oferece.

Ainda assim, vale a pena notar que o YouTube tem, de fato, um editor na plataforma - um recurso que muitos usuários casuais não conhecem. Este editor é bastante simplista, permitindo ao usuário aparar e cortar o vídeo, desfocar partes específicas na tela, adicionar música de uma biblioteca isenta de royalties e inserir tela final e cartões de informações. Claro, ele não permite que você seja criativo com transições, filtros e efeitos, mas seus recursos básicos são perfeitos para um ajuste rápido de um vídeo já editado e carregado.

Escolhendo seu público

Agora, não entenda mal – você não pode impedir que certos grupos de pessoas assistam ao seu vídeo depois que ele for publicado. Em essência, os vídeos públicos no YouTube podem ser visualizados por qualquer pessoa que clicar neles, a menos que tenham sido com restrição de idade. No entanto, você pode escolher o tamanho do público que pode ver seu vídeo definindo sua visibilidade como 'privado', 'não listado' ou 'público'.

Quando seu vídeo é privado, somente você pode vê-lo – ele não aparece em seu canal ou em qualquer resultado de pesquisa. Você pode compartilhá-lo com pessoas selecionadas mesmo usando este modo, mas precisa convidá-las manualmente para o vídeo digitando seus endereços de e-mail.

Vídeos não listados são semelhantes porque também não aparecem na pesquisa ou no seu canal. No entanto, qualquer pessoa que tenha o link para o seu vídeo não listado pode compartilhá-lo ou adicioná-lo a uma playlist pública. Como resultado, você tem menos controle sobre seu público do que quando seu vídeo está definido como privado.

E, finalmente, se você definir a visibilidade como 'público', todos poderão encontrar e visualizar seu vídeo em seu canal e nos resultados de pesquisa. Você não tem controle sobre o compartilhamento do vídeo em outras plataformas e as pessoas podem interagir com ele de várias maneiras. No entanto, você pode alterar facilmente a visibilidade do seu vídeo para 'privado' ou 'não listado' mesmo depois de publicado.

Curta, Comente, Inscreva-se

Existem várias maneiras de interagir com vídeos e criadores como visualizador, e todas podem ser resumidas na frase de efeito favorita de todos os YouTubers - curta, comente e se inscreva. Se você deseja mostrar apoio e aumentar o envolvimento em um vídeo específico, deixar um like ou um comentário é uma grande ajuda. Você também pode, claro, deixar um dislike, mas é importante ressaltar que o número de o que não gosta não ficou visível desde 2021.

Se você assiste regularmente ao conteúdo do mesmo YouTuber e deseja ver quando eles enviam novos vídeos, você pode se inscrever no canal deles. Todas as suas assinaturas aparecem em uma caixa separada, onde você pode facilmente clicar nelas e ver seus uploads recentes. Assim que você não quiser mais se inscrever em alguém, pressione o botão Cancelar subscrição botão, e eles vão embora.

E aqueles que nunca querem perder um único upload de um criador específico podem dar um passo adiante e clicar no botão ícone de sino próximo ao Se inscrever botão. Como resultado, você será notificado sempre que eles enviarem um vídeo, para que você possa estar entre as primeiras pessoas a assisti-lo.

Transmissão ao vivo

YouTubers e espectadores que gostam de interagir em tempo real certamente vão adorar o recurso de transmissão ao vivo do YouTube. Com apenas alguns cliques, os criadores podem entrar ao vivo e jogar, responder a perguntas, experimentar diferentes desafios ou conte até 100.000. Assim que começarem a transmitir, seus assinantes receberão uma notificação e poderão entrar na transmissão. Então, eles podem deixar comentários no chat ao vivo e doar dinheiro para o YouTuber.

Quando a sessão ao vivo terminar, você pode escolher se deseja publicá-la, definir sua visibilidade como 'privada' ou excluí-la completamente. Se você decidir deixá-lo em seu canal, ele se comportará como qualquer outro vídeo - os espectadores podem assisti-lo novamente sempre que quiserem, comentar e deixar curtidas. Para muitos YouTubers, esta é uma excelente maneira de obter engajamento adicional.

Curtas do YouTube

Por muitos anos, o foco do YouTube foi o conteúdo de formato longo. Playthroughs de uma hora, ensaios de vídeo, mergulhos profundos, e os podcasts estavam na moda, perpetuados pela firme crença de que vídeos de 10 minutos ou mais tinham uma chance maior de gerar receita publicitária. Ainda hoje, a maioria dos criadores de conteúdo no YouTube se esforça para atingir a marca mágica de 10 minutos. No entanto, com o nascimento do TikTok, a política do YouTube mudou ligeiramente.

Em 2021, o YouTube introduziu o YouTube Shorts, uma seção dedicada a conteúdo curto normalmente encontrado no TikTok. Os vídeos nesta seção não podem ter mais de 60 segundos, tornando-os ideais para esquetes rápidos, anúncios curtos e promoções de marca. Para competir com o TikTok e o Instagram Reels, o YouTube supostamente promove muito o Shorts, fazendo com que muitos criadores de conteúdo bem estabelecidos experimentem e ocasionalmente usem o recurso. Atualmente, funciona muito bem, mas não tem a versatilidade do TikTok.

Embora o YouTube seja menos voltado para nichos do que, por exemplo, o TikTok, ainda existem gêneros óbvios de conteúdo na plataforma. Isso se torna particularmente evidente quando você assiste a um determinado vídeo - provavelmente encontrará muitos semelhantes na guia recomendada. Esses vídeos pertencentes ao mesmo gênero formam as comunidades do YouTube e apresentaremos alguns deles na seção a seguir.

1. Comunidade de jogos

Não muito tempo atrás, o público em geral ficou surpreso com o fato de que os jogos no YouTube não são apenas populares, mas também podem gerar uma vida decente. Hoje em dia, porém, esse outrora pequeno nicho conta com milhares de criadores de todo o mundo que postam diariamente suas jogadas ou fazem transmissões ao vivo. Além disso, um dos sete canais com mais de 100 milhões de assinantes pertence a Youtuber com mais subs do mundo, um YouTuber que começou sua carreira como gamer. Claramente, o interesse em jogos no YouTube não diminui!

2. Comunidade de beleza

Quando você precisa de dicas e tutoriais de maquiagem, onde você vai? Hoje em dia, existem várias opções, mas o YouTube ainda oferece os guias passo a passo mais abrangentes. Se você quer descobrir como fazer corretamente um delineador alado ou assista a um criador talentoso pintar o rosto como uma tela, está tudo a apenas alguns cliques de distância no YouTube. Mas devemos avisá-lo - a comunidade de beleza é conhecida pelo drama, então não se surpreenda se você ouvir todos os rumores mais recentes enquanto tenta aprender a aplicar sombra!

3. Canais de comentários

Falar sobre canais de comentários não é fácil, pois eles pertencem a uma categoria ampla e diversificada. Por um lado, existem canais de comentários que falam sobre política, eventos atuais, questões sociais, celebridades e dramas do YouTube, ou qualquer outro tópico que achem interessante. No entanto, muitos YouTubers que reservam e reações do filme e as resenhas também se consideram canais de comentários. Em última análise, o aspecto comum de todos os canais de comentários é que eles usam a plataforma para expressar suas opiniões sobre vários tópicos.

4. Vloggers

Como observar uma pessoa em sua vida diária pode ser interessante para alguém? Essa é uma pergunta difícil de responder, mas não há dúvida de que milhões de pessoas em todo o mundo adoram esse tipo de conteúdo. Você não precisa viver uma vida particularmente excitante ou viajar todo mês para um novo país para se tornar um vlogger. Na verdade, basta ligar a câmera e ser compreensível ou divertido. Isso pode parecer fácil, mas nem todo mundo consegue atrair o público apenas vivendo sua vida como Emma Chamberlain. É preciso alguma habilidade para fazer isso!

Transmita-se no YouTube

Para uma plataforma de mídia social, dezoito anos é muito tempo, e é impressionante que o YouTube não apenas tenha sobrevivido por tanto tempo, mas também tenha aumentado sua influência. Mesmo com inúmeros concorrentes no mercado, parece improvável que qualquer plataforma de compartilhamento de vídeo ultrapasse o YouTube tão cedo. E se nada mudar, veremos o YouTube comemorando muito mais aniversários e dando origem a inúmeros novos criadores, comunidades e tendências.

Aumente o seu Instagram
com Buzzoid

Saber mais
Escrito por:
AUTOR E EDITOR-CHEFE
Jessica é uma escritora especializada em mídia social, marketing e estratégia digital. Ela se formou no Antioch College e obteve seu MBA na Carroll Graduate School of Management do Boston College, com especialização em gerenciamento STEM. Seu trabalho foi publicado em vários periódicos acadêmicos e publicações convencionais. Ela mora na Nova Inglaterra com o marido, dois filhos e três cachorros.
Você pode gostar:

Quer aumentar seu Instagram mais rápido?